A vantagem competitiva que todos podemos ter

Com quase toda a certeza já ouviu a expressão “… para quem está de fora é fácil…”.

Em PNL (Programação Neurolinguística) esta posição “fora” tem a designação de posição dissociada, e é uma técnica usualmente utilizada para obter sobre um mesmo objecto/situação/contexto, uma perspectiva distanciada da emocionalidade. Isto quer dizer que a posição “fora” ou dissociada é uma posição de observador e como tal é vedado a esse sujeito qualquer participação directa sobre o acontecimento.

O que permite esta posição “fora” ou dissociada?

– distanciamento emocional;

– objectividade racional

– não julgamento;

– imparcialidade

– maior clarividência para o óbvio;

– maior criatividade;

Sempre que a sua empresa se encontrar mergulhada numa situação de tal modo que que se sinta “controlado” e assoberbado por ela, coloque-se “de fora” e observe-a como se estivesse com uns binóculos. Verá como as coisas lhe parecem diferentes e novas ideias e soluções começam a surgir.

Se de todo não conseguir fazer isso chame um consultor externo/coach.

Se alguma vez se questionou para quê e qual a vantagem de recorrer a um consultor externo, pois a resposta está aqui. É que – no mínimo – o consultor externo trará para cima da mesa outras visões, sugestões e caminhos possíveis de trilhar, isentos de um cunho pessoal.

Em qualquer dos casos – sendo o próprio ou recorrendo a um consultor – recorde-se que é na posição “fora” que a clareza se assume e essa pode ser a diferença para alcançar uma vantagem competitiva.